Protocolo de Kyoto

Padrão

O Protocolo de Kyoto é um instrumento internacional, criado em 15 de março de 1998, que tem como objetivo, reduzir as emissões de gases poluentes. Estes, são responsáveis pelo efeito estufa e o aquecimento global. O Protocolo de Kyoto entrou oficialmente em vigor no dia 16 de fevereiro de 2005, após ter sido discutido e negociado em 1997, na cidade de Kyoto (Japão). No documento, há um cronograma em que os países são obrigados a reduzir, em 5,2%, a emissão de gases poluentes, entre os anos de 2008 e 2012 . O objetivo é diminuir a emissão de gases poluentes e o aquecimento global.

Objetivos do Protocolo de Kyoto:

– aumento no uso de fontes de energias limpas (biocombustíveis, energia eólica, biomassa e solar);

– proteção de florestas e outras áreas verdes;

– otimização de sistemas de energia e transporte, visando o consumo racional;

– diminuição das emissões de metano, presentes em sistemas de depósito de lixo orgânico.

– definição de regras para a emissão dos créditos de carbono (certificados emitidos quando há a redução da emissão de gases poluentes).

Os ambientalistas esperam que o sucesso do Protocolo de Kyoto possa diminuir a temperatura global entre 1,5 e 5,8º C até o final do século XXI. Desta forma, o ser humano poderá evitar as catástrofes climáticas de alta intensidade que estão previstas para o futuro.

O que será feito do Protocolo de Kyoto ?

O protocolo de Kyoto expira em 2012, e já há o compromisso da ONU e de alguns governos para o delineamento de um novo acordo ou o que é mais provável de uma emenda no Protocolo de Kyoto, que estabeleceria novas metas a serem cumpridas após 2012. As discussões começaram em Washington em 2007, nas quais os chefes de Estado do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil, China, Índia, México e África do Sul concordaram,em princípio, sobre o esboço de um sucessor para o Protocolo de Kyoto.

Críticos do Protocolo de Kyoto no mundo

O Protocolo de Kyoto só vale para aqueles que acreditam que as emissões de gases poluentes, principalmente, aqueles provenientes da queima de combustíveis fósseis, são os principais responsáveis pelo aquecimento global. Como consequência do Protocolo, os países desenvolvidos teriam que diminuir drasticamente suas emissões, impedindo, o seu crescimento econômico continuado que, acreditam os céticos, é a única forma de se atingir a abundância de bens e serviços de que tanto necessita a humanidade.

Os Estados Unidos, não ratificaram e, provavelmente não o ratificarão num prazo previsível. Tal atitude é considerada prudente por parte dos céticos. De fato, todas as nações europeias e o Japão ratificaram o Protocolo, e algumas delas, embora tenham concordado em diminuir suas emissões em 2010 em 8% abaixo dos níveis de 1990, já admitem que não conseguirão atingir esta meta e somente poderiam conseguir reduzir as emissões em 1% em 2010.

No entanto, o quadro mudou consideravelmente em 2007 com a publicação dos relatórios sobre mudança climática. A opinião pública, assim como de políticos de todo o mundo, tem cada vez mais entendido que a mudança climática já começou e que medidas são necessárias.

O Protocolo de Kyoto nos Estados Unidos

Os Estados Unidos negaram-se a ratificar o Protocolo de Kyoto, devido à declaração do ex-presidente George W. Bush de que os compromissos gerados pelo protocolo interfeririam negativamente na economia norte-americana.

Alguns norte-americanos também questionam a idéia de que os poluentes emitidos pelo homem causem a elevação da temperatura da Terra.

Mesmo o governo dos Estados Unidos não assinando o Protocolo de Kyoto, Estados (Califórnia) e donos de indústrias dos Estados Unidos já começaram a pesquisar maneiras para reduzir a emissão de gases poluentes causadores do efeito estufa sem diminuir sua margem de lucro com essa atitude.

– Rafel Tonelli,Ana Carolina,Gabriel Bordallo,Isabelle Ribas,Lívia Campos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s