Impactos ambientais e sociais em jacarepaguá relacionados com as inúmeras construções

Padrão

      Estamos assistindo a destruição do verde da nossa Freguesia, que de uns anos para cá vem se fazendo de forma descontrolada, transformando o antes tranquilo triângulo Três Rios / Pau Ferro / Geminiano Gois, e claro, entre outras localidades, em um infernal canteiro de obras.Onde antes existia a residência de uma família, em média com quatro pessoas, agora, em prédios de sete andares, vivem no mínimo umas cento e cinquenta pessoas, com seus vários automóveis, e, junto com eles, muita poluição, aumento da temperatura, extermínio dos animais que combatem os mosquitos: pássaros, sapos, lagartixas, aranhas, que sucumbem na troca do verde por concreto, deixando os temidos pernilongos – aedes aegypti – se proliferando sem seus predadores naturais.

Foto de área verde que será desmatada na freguesia.

      Além dessas tão terríveis consequências ainda temos engarrafamentos diários, escassez de água, aumento da poluição do ar, dos rios, cheiro insuportável de esgoto, que exala e até borbulha em meio às calçadas, transformando as nossas caminhadas, antes tão boas, em algo já não tão agradável, ou seja, a nossa qualidade de vida está se deteriorando em um ritmo frenético!

      Se no momento já estamos com problemas, o que será quando todas essas novas mega construções estiverem concluídas e habitadas?

       Sem falar nos novos empreendimentos comerciais, que mesclados aos prédios residenciais, irão gerar um aumento absurdo de pessoas transitando diariamente, contribuindo para piorar o trânsito.

      Nossas lagoas se transformaram em depósitos de lixo, e o maior exemplo deles, além dos que cortam a passarela da freguesia e afins, o lago ARROIO FUNDO, localizado entre Cidade de Deus e Gardênia Azul, como quem vai para Barra da Tijuca; de tão poluída, chega a borbulhar, e exalar um cheiro insuportável para quem passa por ali. Cada vez mais, as áreas verdes estão se extinguindo, virando residências, estabelecimentos, e ajudando para a deminuição da qualidade de vida da população. O bairro que antes, todos os cariocas consideravam a “selva” do Rio de Janeiro, agora está virando uma verdadeira selva de pedra, não deixando um espaço verde sequer na região, afinal, quanto mais empreendimentos, maior a valorização, ou seja, maior lucro. A qualidade de vida de uma populção inteira (e que não é pequena), em prol de interesses financeiros. 

      Vamos continuar assistindo tranquilamente, como meros espectadores ou vamos começar a agir?

      O que você faria para salvar o bairro em que você mora, para melhorar não só a sua expectativa de vida, mas a de todos, e mais importante ainda, a das gerações futuras.. Reflita, quando queremos uma coisa de verdade, lutamos a fundo para obter o sucesso. Pode parecer clichê, mas pense no bairro que você quer viver e deixar para o futuro. Com o bom exemplo começando por aqui, quem sabe outros bairros sigam o modelo, melhorando a vida de toda a cidade, estado, e quem sabe, país? Será que é tão utópico como dizem? Só depende de você! 

-Por Rebecca Maciel e Arthur Soares

 

 

 

Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s